SAJ: Manhã de festa marca reinauguração do CAPS II Nova Vida - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Mg Notícias aqui você fica bem informado!

SAJ: Manhã de festa marca reinauguração do CAPS II Nova Vida

SAJ: Manhã de festa marca reinauguração do CAPS II Nova Vida

Share This
Muita alegria, festa e agradecimentos marcaram na manhã desta quinta-feira (05), a reinauguração do CAPS II Nova Vida, localizado no Largo São Benedito. O ato reuniu pacientes da unidade e familiares, além de lideranças e autoridades.

O evento foi aberto com uma apresentação musical realizada pelos pacientes do CAPS II. A música é uma das terapias utilizadas pela Unidade. A psicóloga santoantoniense Silvia Brito recebeu uma homenagem pelo seu trabalho em prol dos Centros de Atenção Psicossociais.

Em seguida, o Secretário de Saúde, Leandro Lobo, agradeceu ao empenho de todos que trabalharam pela nova sede, em especial aos colaboradores da Saúde e registrou a emoção em entregar o espaço:

- “Com muito trabalho, muita luta, estamos conseguindo avançar. Encontramos um CAPS defasado, sem profissionais, sem estrutura para funcionar. O trabalho de organização não foi fácil. Mas, quando se faz as coisas com amor, pensando no ser humano, o resultado é sempre o melhor possível.” – Declarou.

O Prefeito Rogério Andrade agradeceu as presenças, listou as ações já realizadas na área da saúde e falou sobre a emoção de entregar o CAPS aos pacientes:

- “Nós ficamos muito tristes com a situação em que esse CAPS foi encontrado quando assumimos porque sabíamos que os pacientes que aqui buscam atendimento, não estavam sendo tratados como merecem. Por isso, desde que tomamos posse, nós assumimos essa luta de reconquistar este espaço, devolver a dignidade para os nossos pacientes do CAPS e seus familiares.” - Afirmou.

O CAPS II Nova Vida tem como finalidade a integralidade no tratamento de pessoas que sofrem com transtornos mentais – psicoses, neuroses graves e demais quadros - cuja severidade e/ou persistência justifiquem sua permanência num dispositivo de cuidado intensivo, comunitário, personalizado e promotor de vida.

A unidade atende pessoas com sofrimento psíquico, constituindo uma alternativa ao modelo centrado nos hospitais psiquiátricos e permite que os usuários permaneçam junto às suas famílias e comunidades, enquanto estão em tratamento.
(ASCOM)

Nenhum comentário:

Pages