Cármen Lúcia nega pedido para julgar nesta quinta ações contra prisão após 2ª instância - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Mg Notícias aqui você fica bem informado!

Cármen Lúcia nega pedido para julgar nesta quinta ações contra prisão após 2ª instância

Cármen Lúcia nega pedido para julgar nesta quinta ações contra prisão após 2ª instância

Share This


A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, negou nesta quarta-feira (21) um pedido para julgar, nesta quinta (22), duas ações contrárias à possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

Conforme o G1, o pedido foi apresentado na tribuna do STF pelo advogado Técio Lins e Silva, que foi à Corte acompanhado de outros advogados interessados na revisão do atual entendimento, que permite a execução provisória da pena. "Eu avaliarei oportunamente. Levarei em consideração, porém não trarei amanhã para a pauta, lamentando que não possa atender o pleito dos advogados", disse a ministra.

Em 2016, a maioria dos ministros do STF decidiu que a pena pode começar a ser executada após a condenação na segunda instância da Justiça. Ações na Corte, porém, visam mudar esse entendimento.

Mais cedo, nesta quarta, Cármen Lúcia anunciou o julgamento, nesta quinta, do pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para se livrar da prisão, após julgamento de um recurso que apresentou contra condenação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Permanece na pauta somente o habeas corpus de Lula, mas não será o julgamento das outras duas ações, de caráter genérico, que podem livrar da prisão outros condenados em segunda instância.

Na tribuna, Lins e Silva fez um "apelo" ao STF e a Cármen Lúcia, em nome de diversas entidades interessadas e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), uma das partes do processo.

Nenhum comentário:

Pages