Suspeitos de matar menina de 10 anos se apresentam na delegacia - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Mg Notícias aqui você fica bem informado!

Suspeitos de matar menina de 10 anos se apresentam na delegacia

Suspeitos de matar menina de 10 anos se apresentam na delegacia

Share This


Dois suspeitos de envolvimento no assassinato da menina Aryana de Jesus Viena, de 10 anos, na última quarta-feira (6), se apresentaram no Complexo de Delegacias de Feira de Santana, por volta das 16h desta segunda-feira (11). João Vitor Barreto, o “Seis Cão”, de 19 anos, e Júlio Cesar Catureba dos Santos, o “Bizunga”, de 22, estavam acompanhados do advogado Guga Leal. Os dois se apresentaram porque as fotos deles estavam circulando nas redes sociais e eles procuraram ao advogado para irem à polícia para esclarecer os fatos. A delegada Bianca Andrade, por sua vez, disse que a versão dos suspeitos não a convenceu e vai representar pela prisão preventiva dos dois. “Ouvimos os supostos autores do homicídio da criança. Os dois negaram o envolvimento com o homicídio. A mãe dele estava no momento do crime e ela afirmou que estas pessoas estavam lá, atiraram contra sua residência e que um dos tiros vitimou sua filha Aryana. São cinco envolvidos. Um está no presídio, e dois já foram ouvidos. Já encontramos quatro supostos envolvidos. Quem mandou executar foi Antônio Marcos, que atualmente se encontra no Conjunto Penal de Feira de Santana. Ele seria o mandante do crime e o alvo seria o Rafael, irmão da vítima”, informou a delegada ao Acorda Cidade.
Segundo ela, o homicídio foi motivado por tráfico de drogas.
“Segundo depoimentos o irmão da vítima era envolvido, parou e não queria mais traficar para Marcos Antônio [conhecido como Marquinhos]. Ele ficou com raiva e mandou executar. Tem um adolescente envolvido. Como na maioria das vezes os envolvidos negam a participação. Mas temos indícios suficientes para pedir a prisão preventiva deles. Vamos indiciar os suspeitos e pedir ao juiz que a preventiva seja deferida”. O advogado Guga Leal disse que os dois o procuraram no domingo (10) e disseram que no dia do crime estavam em Salvador. “Eles me procuraram ontem a tarde e marquei com eles hoje de manhã no escritório, entrei em contato com o delegado Gustavo Coutinho, e de imediato, marcamos para hoje também. João teria sido intimado já, mas Júlio não, e mesmo assim ele quis se apresentar para prestar esclarecimentos. Eu perguntei para eles antes de trazê-los nesta especializada e eles me disseram que não estavam em Feira de Santana no dia do crime, estariam em Salvador. Disseram também que não sabem por que atribuíram o fato a eles”, disse. O advogado informou também que soube que a mãe da menina reconheceu os dois, mas eles negaram. Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Nenhum comentário:

Pages