SAJ: Após reunião com entidades empresariais, prefeito cogita reformular parte do projeto do IPTU - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Mg Notícias aqui você fica bem informado!

SAJ: Após reunião com entidades empresariais, prefeito cogita reformular parte do projeto do IPTU

SAJ: Após reunião com entidades empresariais, prefeito cogita reformular parte do projeto do IPTU

Share This


A Prefeitura de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, sinalizou fazer alterações em partes da lei que reajusta o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 2018. Durante reunião que ocorreu na última quinta-feira (14/12), e que participaram o prefeito Rogério Andrade, o secretário da Fazenda, Joaquim Bahia, advogados e a diretoria das entidades empresariais, o prefeito teria garantido reformular partes do PL do IPTU, mas não na sua totalidade.
Alguns empresários parabenizaram o prefeito pelo ‘recuo’ em relação ao PL do IPTU. Foi o caso do médico Everaldo Junior. Segundo ele, isso mostra que a mobilização popular obteve resultados. “Venho me manifestar e parabenizar o recuo do prefeito Rogério Andrade que prometeu reformular a lei”, elogiou.
Médico e empresário Everaldo Junior
Ainda de acordo com Everaldo Junior, a sociedade espera uma reunião também com as demais instituições da cidade, como o Observatório Social. “Precisamos da participação de todos, Acesaj, Sindicato dos Comerciários, Observatório Social ou qualquer cidadão, sendo representado ou não pelo Ministério Público do Estado que, através da pessoa do promotor Julimar Barreto, desde o primeiro momento orientou que a Câmara fizesse audiência pública”, espera.
Everaldo Junior também agradeceu o empenho do Sindicato dos Comerciantes (Sincomsaj).  “Parabéns a Herivaldo Nery, presidente do Sincomsaj, que prometeu a solução até o final da próxima semana e a todos que estão à frente dessa luta”, declarou.
Chico Fortaleza, empresário
O empresário Chico Fortaleza engrossa o coro cobrando uma reunião com todas as entidades. Na opinião do empresário, não se pode reformular o PL. “O que tem que ser feito é rovogar o projeto e fazer uma audiência pública com toda a sociedade civil, população e demais entidades, como Maçonaria, MP, Lions, Observatório e lideranças. Essa reunião que aconteceu na quinta-feira na Acesaj foi misteriosa “, reclamou.
Chico Fortaleza demonstrou insatisfação porque a reunião não foi divulgada. “Cadê a divulgação? Temos que cobrar. Nem as demais instituições e entidades representativas da cidade foram convidadas. Agora, cinco, seis empresários não representam a maioria dos mais de mil empresários da cidade. Por que não faz uma audiência pública?”, questionou.
ACESAJ explica
O gerente das entidades empresariais, Wenderson Brito, admitiu que a reunião aconteceu, mas explicou que foi apenas com a diretoria. “Com relação a referida reunião, de fato, as entidades empresariais foram convidadas pelo prefeito e secretário da fazenda para uma reunião, Em cuja solicitação para a mesma fora requerido que fosse apenas com a diretoria administrativa das entidades”, justificou.
Wenderson Brito, gerente Acesaj
Wenderson Brito também esclareceu que a reunião foi realizada na sede da Acesaj para evitar cunho político. “Elegemos a sede da Acesaj para a realização de tal evento para fugir de eventual contaminação política partidária, o que não nos interessa. Registramos que respeitando os interesses da sociedade civil e entidades empresariais, ouvimos as exposições formuladas pelo poder Executivo municipal, sendo que de nossa parte estamos e estaremos sempre abertos ao diálogo”, afirmou.
(BAcidades)

Nenhum comentário:

Pages