TJ decide que filho de Chorão não tem obrigação de pagar pensão a avó - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Mg Notícias aqui você fica bem informado!

TJ decide que filho de Chorão não tem obrigação de pagar pensão a avó

TJ decide que filho de Chorão não tem obrigação de pagar pensão a avó

Share This


O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu na quinta-feira (4) que o filho do cantor Chorão não tem obrigação de pagar pensão mensal para a avó, Leonilda Abrão, de 80 anos. Ela entrou com recurso pedindo que fosse mantida a ajuda financeira de R$ 10 mil por mês que o filho pagava para ela. Chorão morreu em 2013. A informação é da revista Época. 
A Justiça de são Paulo entendeu que como Leonilda tem três outros filhos, eles podem ajudar financeiramente a mãe. Um deles cuida da idosa, uma filha mora no exterior e o terceiro é DJ. O advogado dela alega que nenhum dos três tem condições para pagar os custos de vida da idosa, que sofreu um AVC e é cadeirante, tomando vários medicamentos. Ele fai recorrer ao STF. 
O filho de Chorão, Alexandre, não se manifestou sobre o caso. A idosa vive em um apartamento em Santos que foi dado para ela por Chorão, mas por conta de dívidas acumuladas o apartamento foi penhorado pela prefeitura de Santos.
Em 2015, Ricardo Abrão, um dos irmãos de Chorão, gravou uma série de vídeos contra o sobrinho. Ele disse que Alexandre não tinha respeito pela família do pai e que chegou a fazer uma festa no apartamento do cantor duas semanas após a morte deste. 
"O que meu irmão fez em vida tem que ser respeitado, coisa que o seu Xande não respeita. Você dá risada, faz festa duas semanas após a morte do seu próprio pai (...), nós sabemos porque as notícias correm, voam, e temos conclusões com relação a isso. Começou com o filme que ele tem que foi direção dele, roteiro dele, e você simplesmente roubou, passou a mão grande, quis produzir o negócio, fez festa na semana seguinte da morte do meu irmão, levou tudo, tudo, tudo e não deu sequer um telefonema para a minha mãe (...) Desculpa é que está muito difícil de falar agora" (...)", disse ele, entre outras acusações.

Nenhum comentário:

Pages