SAJ: “Queremos justiça”, diz familiares da criança que morreu em clínica - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Mg Notícias aqui você fica bem informado!

SAJ: “Queremos justiça”, diz familiares da criança que morreu em clínica

SAJ: “Queremos justiça”, diz familiares da criança que morreu em clínica

Share This


Uma bebê de 1 ano e 2 meses morreu em uma clínica de saúde em Santo Antônio de Jesus na última sexta-feira,11. André Santos de Carvalho havia dado entrada na unidade após problemas respiratórios, acompanhado de sua avó Iolanda Souza de Carvalho. De acordo com a avó da criança, André precisava de atendimento com urgência e por esse motivo escolheu a referida clínica para o primeiro atendimento. “A médica plantonista fez uns exames de sangue e em seguida a enfermeira chegou com os medicamentos e começou as aplicações”, relatou a avó.

Iolanda contou em entrevista a reportagem do Blog do Valente que a preocupação aumentou, pois não estava identificando melhoras no neto e voltou a procurar a plantonista. Por volta das 23h o estado de saúde do bebê se agravou e ele veio a óbito.

Ainda segundo d. Iolanda, a médica se dirigiu à delegacia e teria alegado maus tratos, “coisa que nunca aconteceu na nossa família. O que queríamos naquele momento era a liberação do corpo que demorou muito”, disse. O corpo de André passou por perícias e descartado a hipótese de negligência ou H1N1. Em seguida o corpo foi liberado por volta das 19h do sábado,12.

Manifestação

Nesta segunda-feira (14), familiares e amigos da criança se reuniram em frente à clínica em protesto ao caso. Em contato com o repórter Sidney Silva, o tio da criança, Luiz Carlos explicou que o objetivo da manifestação era buscar esclarecimento da situação. “Não queremos dinheiro, só justiça para que outras famílias não passem pelo que passamos” disse. Já a tia, Kátia Cristina falou que houve descaso da médica que não liberou o corpo para o enterro. “A gente está querendo da instituição que alguém saia e nos explique o porquê o corpo foi retido tantas horas dentro da unidade. A médica informou a família que ia liberar o corpo as 07h. quando a família chegou lá ela mandou devolver as flores e o funeral porque a criança só ia ser liberada segunda-feira. A gente quer esclarecimento”, pontuou.

Nenhum comentário:

Pages