Otto afirma que deputados baianos não sofrerão sanções do PSD nacional - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Mg Notícias aqui você fica bem informado!

Otto afirma que deputados baianos não sofrerão sanções do PSD nacional

Otto afirma que deputados baianos não sofrerão sanções do PSD nacional

Share This


Apesar de ter convidado os dissidentes a se retirarem do PSD (relembre), o presidente nacional da sigla, ministro Gilberto Kassab, não imporá nenhum tipo de sanção a quem votou a favor da denúncia contra o presidente Michel Temer. Pelo menos, é o que garante o presidente do partido na Bahia, senador Otto Alencar. O PSD nacional havia fechado questão contra a ação penal sugerida ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, mas os cinco deputados baianos da sigla - Antonio Brito, Sérgio Brito, José Nunes, Paulo Magalhães e Fernando Torres - foram contrários a Temer e votaram pelo prosseguimento da denúncia. Otto afirmou ter conversado com Kassab e disse que ele “entendeu a posição” da agremiação na Bahia, que integra a base aliada do governador Rui Costa (PT), oposição ao presidente da República. “Nós conversamos com o Kassab. Eu recomendei que eles conversassem. O Kassab entendeu a posição da Bahia perfeitamente. Kassab tentou, de alguma forma, pedir que eles tivessem alinhamento com o partido, mas eles explicaram a situação. Kassab entendeu, pediu para se absterem, mas eles se negaram. Abstenção é falta de firmeza”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. Ainda segundo o senador, Temer confirmou que liberará futuramente um empréstimo milionário do Banco do Brasil para a Bahia. Otto acusa o partido Democratas de exigir junto ao presidente o bloqueio do recurso (veja aqui). A articulação teria participação do prefeito ACM Neto (DEM), como forma de boicotar o governador Rui Costa. “Segundo ele, o resultado da votação não iria alterar em nada a liberação do empréstimo”, relatou. O senador ainda criticou a atitude do DEM, que classificou como uma “chantagem que eu não imaginava no século XXI”. “Essa realidade, infelizmente, é antiga, que está muito nos cabeças-preta da Bahia”, atacou. Acusado de interferir no voto dos baianos, o senador rebateu e disse que não “amarrou a consciência de ninguém”.

Nenhum comentário:

Pages